"informal é a vida,
o resto tudo é sério..."

o livro - tudo que eu não sei dizer

"Minha barriga é onde eu concentro toda minha angústia, ansiedade.
 É ela que denuncia meu estado emocional..."

Livropoesias (verão, 2013) | BN 589.242 | ISBN 978-85-65390-86-6

COMPRAR livro (R$ 20,00) COMPRAR eBook (R$ 5,00)

ouça aqui 10 poemas do livro

como comprar o livro

Aí tu vais me perguntar:

André, tem como eu comprar direto contigo?

Eu respondo:

Sim! O livro está sendo impresso pela Editora Buqui e eu tenho um estoque. Basta que tu faça o pedido clicando aqui ou entrando em contato através das redes sociais que a gente agenda a entrega. Se for perto da minha casa, eu vou de chinelo entregar o livro autografado e a gente bate um retrato. Se for longe, aí a gente tem que ver o meio mais fácil. ;)

Se tiver alguma dúvida, me chama no twitter ou no facebook.

o projeto

Durante o ano de seu lançamento (2013), o livro será impresso sob encomenda através desse site. A renda advinda das vendas do livro será revertida como um auxílio a uma instituição de caridade.

Local da doação:Comunidade de Vida Nossa Senhora da Rosa Mística
(abriga aproximadamente 20 crianças)
Local:Bairro Intersul - Alvorada-RS, Brasil

quem sou eu?

AndréMeu nome é André Neto, nasci em Porto Alegre e tenho 31 anos. Os meus amigos do Sarandi (bairro onde me criei) me chamam de Neto. Sou músico, compositor, vocalista e guitarrista da Lítera, apresento o programa web Cozinheiro Amador, canto no projeto Pelo Telephone, faço desenhos, telas, pinto canecas, tiro fotos, canto e escrevo pra todo mundo mas não pra qualquer um.

Talvez eu nunca tenha deixado de ser nada do que já fiz, assim como nem bem sou aquilo que faço agora. Falta alguma coisa que eu ainda não sei bem o que é.

Quando decidi fazer este livro, descobri que eu tinha muita coisa escrita. Lembranças espalhadas que eu não sabia exatamente o que eram. Havia anotações, bilhetes, rascunhos, recados, diário, avisos e afins. Eu precisava dar um nome pra isso tudo, então eu me dei ao capricho de chamar de poesias.

Para aquilo que me falta, o meu tio Carlos usa uma expressão muito boa que gosto de repetir, que é a “sede de infinito”. E pode ser isso mesmo, até que eu descubra o que é tudo aquilo que eu não sei dizer.

conheça os outros trabalhos

lítera Pelo Telephone ~ Cozinheiro Amadoroutros livros / fotos # canecas x telas

agradecimentos

Obrigado do fundo do coração por toda função: Régis Araújo, Fernanda Hernandez, Amanda Demétrio, Ana Priscila, Sabrina Costa, Daiane Grassi, Lucidio B. Gontan, Marcelo Reichelt, Paula Gontan, Carol Schmitt, Rafael Destri, Gabriela Portella, Michu e Juan Petit Mort, Adelino Bilhalva, Fernanda Rodrigues, Tati Vargas, Rafael Trompetta e a todos aqueles que direta e indiretamente colaboraram pra esse projeto.

Redes